“Tex é publicado no Brasil, sem interrupções, desde de 1971, por quatro editoras diferentes: Vecchi, RGE, Globo e Mythos”

Tex foi criado pela dupla Giovanni Luigi Bonelli e Aurelio Gallepini. No começo, as histórias eram publicadas no formato de tiras com no máximo 3 quadrinhos. Cada semana saía um gibi com 32 páginas e uma aventura levava várias semanas para chegar ao fim, levando os leitores a comprar as próximas edições. Essa estratégia culminou num sucesso incrível na Itália. Inicialmente apenas mais um personagem entre tantos outros que apareciam naquela época, o ranger fez tanto sucesso que se decidiu pela publicação de uma revista.

Além de muita ação em todas histórias, com chumbo grosso voando por todos lados, o que torna a leitura interessante é o conhecimento que as histórias trazem. Você fica por dentro da cultura dos índios, da vida dos pioneiros, de episódios marcantes e reais na história dos Estados Unidos, dos hábitos da época. Detalhes mínimos foram pesquisados antes de tornarem-se texto e desenhos, para que o leitor tivesse a noção exata do ambiente em que se passavam as aventuras. Tex pretendia aliar cultura e diversão e isso pode justificar o seu sucesso em muitos países do mundo.

No Brasil, Tex é publicado de forma ininterrupta desde os anos 70. Passando por várias editoras ao longo dos anos que vem mantendo a continuidade na numeração da revista mensal, que atualmente está próximo da edição 600, deixando o cowboy como o personagem com a maior numeração atualmente além de contar mensalmente com diversas revistas publicadas em banca.

Tex é um Ranger do Texas, uma espécie de polícia especial dos Estados Unidos. Enquanto os xerifes são a autoridade maior numa cidade, Tex é o representante da lei em qualquer lugar do Estado por onde passa. Além disso é o chefe dos navajos, bem como seu agente indígena para tratar com o governo os destinos da tribo.

Por sua bravura e perícia, Tex é requisitado pelo comando dos rangers a atuar em missões delicadas e especiais. Muitas vezes Tex perseguiu bandidos no México, nas frias terras do Canadá ou em casos extremos na Colômbia, na Argentina/Bolívia e até mesmo na Oceania.

Tex normalmente recebe carta branca para agir e fazer cumprir a lei, sendo-lhe confiadas missões variadas. Contrabandos de armas, assaltos a trens ou bancos, roubo de manadas inteiras, xerifes abusando de sua pataca para explorar o povo são apenas casos mais comuns, dentre tantos que Tex tem que enfrentar. Para isso, ele conta com a ajuda de seus companheiros, Kit Carson, Kit Willer e o índio navajo Jack Tigre.

 

Tex …e a história de uma coleção

Livro produzido pelos paranaenses, colecionadores e fãs, João Marin e Sérgio Streiechen. É uma edição limitada e numerada, contendo a maior quantidade de informações sobre as publicações de Tex já inseridas em um livro.

Editado para marcar o aniversário de 70 anos do personagem em 2018. Contém a história das publicações de Tex no Brasil e em alguns países, tais como: Itália, Argentina, França, Espanha, com conteúdo apresentado de forma clara e inovadora.

São 352 páginas de uma viagem ao maravilhoso mundo das publicações com mais de 1.100 imagens de qualidade mostrando informações e fatos, muitas curiosidades, tais como: personagens femininas, capas com mulheres, edições com falhas, material censurado, capas recriadas e alteradas, processo de edição e montagem, falta de padronização, capas repetidas, estatuetas, erros de montagem, capas curiosas, edições sem o personagem na capa, e muito mais.

Pela primeira vez em um livro, a relação completa de todas as edições que publicaram Tex no Brasil desde 1951, impresso em papel couché, com capa em papel cartão, a edição traz de brindes, dois marcadores de páginas e um pôster no formato A3.

As opiniões, e mais detalhes do livro podem ser conferidos no facebook na página “Tex e a história de uma coleção” ou diretamente com o editor através do e-mail: [email protected]