Esporte

Vitor Belfort dá recado direto a Wanderlei Silva: "Você vai levar uma surra merecida"

"Fenômeno" admite que luta contra o "Cachorro Louco" está em negociação e alfineta o rival, a quem nocauteou em 1998: "Não vem muito aberto, senão já sabe o que vai receber"

Wanderlei Silva afirmou que fará Vitor Belfort sangrar, caso o reencontro com o compatriota saia do papel. E o "Fenômeno" - responsável por nocautear o "Cachorro Louco", em 44 segundos, na primeira edição do UFC no Brasil, em 1998, devolveu a provocação.

Em entrevista ao Combate.com, Vitor Belfort avisou a Wanderlei Silva para evitar se expor ao atacar - caso contrário, poderá ser nocauteado outra vez.

- Wanderlei, continue vendendo a luta. Você vai levar uma surra merecida. Será um prazer poder lutar contra você de novo. E já vou avisando: tente trabalhar os golpes retos, não vem muito aberto, senão já sabe o que vai receber. Treine bastante e obrigado por fazer parte do esporte - declarou o carioca, que assinou contrato com o One Championship em março de 2019, mas ainda não estreou pela franquia.

Vitor Belfort - a exemplo do que fizera Wanderlei Silva - adotou um tom misterioso para falar sobre o evento interessado em promover a luta. O "Fenômeno", porém, admitiu que a negociação está em andamento.

- Está sendo negociada. Eu aprendi que não podemos falar muito quando as coias estão acontecendo. Essa luta, com certeza, tem que ser realizada. Eu tenho todo o interesse. Quando dois estão com fome e tem o prato de comida... Mas tem que ser uma refeição muito boa para os dois.

O reencontro de Wanderlei Silva e Vitor Belfort no octógono ficou próximo de acontecer em 2012, quando foram escalados para serem treinadores das equipes do TUF Brasil. Entretanto, o "Fenômeno" quebrou a mão, cancelando o confronto. Questionado se o embate entre os veteranos ainda é atraente para o público, o carioca não titubeou e fez uma alusão a dois astros do basquete.

- Se você pudesse botar o Michael Jordan e o Magic Johnson em uma quadra, quem não gostaria de ver? Lenda é difícil. As pessoas estão sem ídolos, sem ícones no Brasil. Existem as lendas, e os caras novos. A gente pode oferecer as melhores lutas de entretenimento.

Sem atuar desde maio de 2018, quando saiu do Ultimate após sofrer um duro nocaute para Lyoto Machida, no UFC Rio 9, Vitor Belfort reforçou o desejo de medir forças contra expoentes do esporte, que também estão em reta final de carreira, como Anderson Silva e Fedor Emelianenko.

- Está na hora de deixar os contratos de lado, e os atletas lutem entre si, independentemente do evento. O Dana White fazer a luta do Vitor contra o Anderson, do Vitor contra o Fedor. Está na hora de fazer o melhor conteúdo ir para o fã. Quero lutar com o Anderson seria uma revanche muito interessante, com certeza... Contra o Fedor, o Rampage Jackson. Tem muito cara bom, o Chael Sonnen, o Tito Ortiz. As lendas que têm condições de lutar, tem que lutar.