Esporte

Um mês após acidente grave, Sky Brown, de 11 anos, se diz empolgada para voltar ao skate

Atleta anglo-japonesa, que caiu de uma altura de mais de 4 metros no dia 1 de junho nos EUA, ainda está em recuperação depois do susto

No dia 1 de junho, a pequena Sky Brown sofreu um acidente grave quando praticava no halfpipe do lendário Tony Hawk. A anglo-japonesa de apenas 11 anos, número 3 do ranking olímpico, deixou escapar o skate dos pés e caiu no vão entre uma parede e outra. A queda foi de uma altura de pouco mais de 4 metros, e ela foi levada às pressas para o hospital. O susto foi grande, mas a menina tem demonstrado muita força em sua recuperação e, neste domingo, fez a seguinte declaração em seu Instagram:

- Hoje faz um mês desde meu acidente. Estou me sentindo ótima e empolgada para voltar ao skate - comentou.

Sky Brown, grande promessa do Reino Unido no skate, publicou essa legenda juntamente com imagens de manobras incríveis na pista de Tony Hawk, onde sofreu a grave queda.

- Hoje é também o último dia para o torneio de melhor manobra do Tony Hawk. Estou empolgada de postar isso porque essa foi uma das minhas últimas sessões antes de cair. Por favor, vote em mim.

Na ocasião do acidente, de acordo com o pai da pequena skatista, ela teve sorte de sobreviver ao acidente. Stewart contou que segurou a filha ensanguentada no colo enquanto eles esperavam a chegada do helicóptero que a levou para o hospital. Ela foi operada e teve alta poucos dias depois. Agora, faz sua recuperação em casa.

O acidente de Sky Brown reabriu um antigo debate sobre a questão da segurança, sobretudo de skatistas menores de idade, que são obrigados a usar capacetes para competir. Hoje, não há idade mínima para competir em torneios do Circuito Mundial e competições homologadas pela World Skate (a Federação Internacional das quatro rodinhas). O skate estará no programa olímpico pela primeira vez nas Olimpíadas de Tóquio, adiadas para 2021 devido à pandemia do novo coronavírus, e terá duas modalidades: Park e Street.