Jandaia do Sul

Sete décadas de história

Paróquia São João Batista, em Jandaia do Sul, celebra 70 anos de existência
(Foto: Roberto Junior/Agora Comunicação)

“A liderança da paróquia virou a liderança do município”. A afirmação é do padre Maurício Vicente Ferreira, pároco responsável pela Paróquia São João Batista, em Jandaia do Sul.

A paróquia completa 70 anos no dia 1º de dezembro, data em que ocorrerá a festa para celebrar o aniversário. “Vamos comemorar a data de constituição dela, que foi em 1949, quando ela foi desmembrada das paróquias de Apucarana e Mandaguari”, ressalta o padre.

Como Jandaia do Sul foi fundada apenas em 1952, o pároco avalia que a igreja teve um papel fundamental no desenvolvimento da cidade. No entanto, a festa de aniversário terá um caráter mais religioso do que social, garante padre Maurício.

“Realizaremos um tríduo, e vamos convidar para a primeira missa padres que passaram pela paróquia e estão vivos até hoje. É uma celebração que reconhece a importância das pessoas na história da igreja e também de Jandaia”, explica o pároco.

Papel social

Ao Jornal Agora, o padre afirmou que a paróquia sempre teve um papel de grande dimensão social na cidade, e se preocupa com o bem-estar dos jandaienses desde a creche até o asilo. “Temos a creche, onde são atendidas mais de 90 crianças, o Lar São Francisco de Assis, que atende 30 crianças, e o asilo, com 80 internos”.

“Também temos a produção de fraldas que são em média 41 mil por ano, distribuídas de graça, a Fazenda Esperança, que atua como unidade de recuperação de dependentes químicos e tem 32 internos, e a associação Florart, que oferta diversas oficinas à comunidade”, complementa.

Livro vai contar a história da igreja

Também no dia 1º de dezembro, junto da festa da igreja, será lançado um livro que vai contar a história da paróquia. A obra foi escrita pelo professor Afonso de Souza Cavalcanti, que é presidente da Academia de Letras, Artes e Ciências Centro Norte do Paraná. O impresso conta detalhes desde a construção da igreja, a posse do padre Marcos Alija Ramos, diocesano que assumiu após Dom Geraldo de Proença Sigaud (in memorian), à época bispo de Jacarezinho, decretou a constituição da paróquia de Jandaia.

O livro, garante Cavalcanti, está na reta final de produção. O escritor pretende deixar 500 exemplares à disposição da paróquia. No ano passado, Cavalcanti já havia publicado um livro que aborda a história da Paróquia Nossa Senhora Aparecida, de Mandaguari, no aniversário de 75 anos da igreja.

*Reportagem publicada na 328ª edição do Jornal Agora