Variedades

Ronaldinho Gaúcho deve milhões e tem 57 imóveis bloqueados, diz jornal

Aposentado dos gramados desde 2015, ex-camisa 10 da seleção brasileira acumula dívidas e processos judiciais em Porto Alegre
Ronaldinho Gaúcho tem dívidas milionárias e imóveis bloqueados (Foto: Reprodução)

Ronaldinho Gaúcho teve uma carreira de sucesso dentro dos gramados, mas fora dele, a vida não está fácil para o ex-camisa 10 da Seleção Brasileira e de diversos clubes como Barcelona (ESP) e Milan (ITA). 

Segundo o jornal Folha de São Paulo, o ex-jogador está com 57 imóveis bloqueados, 4 deles penhorados, pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul. Dos 57 imóveis indisponíveis, 55 estão no estado e 2 no Rio de Janeiro, segundo a 'Folha'. Essas decisões são por causa de uma multa ambiental de R$ 9,5 milhões. Além disso, Gaúcho tem R$ 7,8 milhões em protestos em 3 cartórios de Porto Alegre.

A prefeitura da capital gaúcha, disse à Folha que Ronaldinho deve, em IPTU (Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana) e TCL (Taxa de Coleta Domiciliar de Lixo) exatos R$ 9,91 milhões. Ele também é cobrado pela Procuradoria da Fazenda por uma dívida de R$793 mil. 

O ex-jogador está com os dois passaportes - já que tem cidadania espanhola - retidos. Portanto, ele não pode deixar o Brasil. O inquérito instaurado pela Promotoria de Justiça de Defesa do Meio Ambiente em 2009, causou a apreensão dos passaportes e o bloqueio dos imóveis. 

O objetivo era investigar os danos ambientais causados pelo ex-atleta, seu irmão Roberto de Assis Moreira e a Reno Construções e Incorporações, responsável pela construção de um trapiche de 142 metros, que liga o sítio do ex-jogador ao lago Guaíba, sem licença ambiental. 

Em janeiro de 2012, a Justiça determinou a demolição do imóvel, porém nem Ronaldinho, nem Assis foram localizados para o cumprimento da pena. 

Atualmente, Ronaldinho tem nove dívidas protestadas e não negociadas, segundo a prefeitura de Porto Alegre. O valor das dívidas alcança R$ 7,88 milhões. Entre parcelamentos em atraso e outros dívidas também parceladas, Gaúcho deve mais R$ 702 mil.