Mandaguari

Polícia Civil de Mandaguari atende em novo endereço

Administrativo e atendimento ao público agora são feitos em imóvel localizado no Jardim Esplanada
(Foto: Rogério Curiel/Agora Comunicação)

Em um processo que teve inicio há quase dois anos, a 55ª Delegacia de Polícia Civil de Mandaguari teve sua parte administrativa desmembrada da carceragem. Com isso, a responsabilidade de cuidar dos presos ficará somente com os agentes do Departamento de Execuções Penais do Paraná (Depen).

Desde o início da semana a delegacia atende em um imóvel que fica na esquina das ruas Santos Dumond e Luiz Trintinalha no Jardim Esplanada. O local é amplo e está na fase final de ajustes, mas já faz o atendimento ao público.

“Há dois anos iniciamos os trabalhos para fazer essa mudança, separar a parte da delegacia de polícia do presídio. É uma atribuição do Depen cuidar dos presos, a nossa atividade é investigação”, afirmou Zoroastro Nery do Prado Filho, delegado titular do município à reportagem do Jornal Agora.

“Preparamos essa mudança e agora estamos concretizando a mudança, a Polícia Civil vai melhorar o trabalho”, contou Nery. A fase de transição deve levar de 60 a 90 dias para ser concluída, e enquanto isso os investigadores ainda continuam no presídio fazendo a segurança dos presos, juntamente com os agentes do Depen.

Ainda com a responsabilidade compartilhada, o delegado disse que já formalizou o pedido junto à direção da Policia Civil e a Secretaria da Segurança Pública e Administração Penitenciária para que a gestão da cadeia pública de Mandaguari seja do Depen. “Já fizemos todas as tratativas para que o Depen assuma totalmente a administração da cadeia pública”.

Outro ponto abordado por Nery, é o número reduzido de funcionários que a delegacia conta. “Fazer a guarda e a segurança do presídio não é função nossa, e aí vem prejudicando sensivelmente o trabalho de investigação, porque os investigadores ficavam cuidando de presos”.

Mesmo preferindo não revelar os números, o delegado afirma que a cadeia hoje está com a capacidade muito acima, e isso prejudica o trabalho e a segurança da cidade. “Aqui é um atendimento, melhor não tem aquela movimentação de preso, é um tratamento bem diferente, cada um trabalhando em uma sala, isso melhora o atendimento.  Muitas vezes eram atendidas duas pessoas na mesma sala. Tem os problemas e as dificuldades dessa transição mas isso será superado muito rápido, estamos trabalhando para melhorar a estrutura da Polícia Civil em Mandaguari”, finaliza.

Presídio

Com a mudança, a antiga estrutura da delegacia, na Rua Gomercindo Bortolanza, praticamente se transforma em um mini presídio. A reportagem procurou a Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária para saber se o imóvel vai passar por melhorias e ampliação – atualmente a carceragem possui capacidade para abrigar 20 presos, mas pouco mais de 80 detentos se encontram no local. Ao Jornal Agora, a pasta respondeu que, a princípio, nada deve mudar.

*Reportagem publicada na 309ª edição do Jornal Agora