Esporte

Piloto da F1, Sergio Pérez sofre com teste de coronavírus antes do GP da Áustria

Em um vídeo publicado em sua conta em uma rede social, o mexicano da Racing Point aparece fazendo cara feia. Procedimento é parte dos novos protocolos da categoria

Após o adiamento e o cancelamento de corridas por conta da pandemia do novo coronavírus, a Fórmula 1 se prepara para a realização do GP da Áustria, no dia 5 de julho, o primeiro da temporada 2020. Várias medidas estão sendo tomadas para garantir a saúde e a segurança de todos os envolvidos. Dentre elas, a testagem dos pilotos. O mexicano Sergio Pérez, da Racing Point, que o diga. Ele postou um vídeo em sua conta no Twitter onde parece sofrer bastante com o incômodo exame para detecção da Covid-19.

Há outras medidas sendo tomadas pela Fórmula 1 como protocolo de segurança. Nas primeiras imagens do Circuito de Spielberg, por exemplo, foi possível ver que os funcionários das equipes já aparecem usando máscaras e, entre as mudanças mais notáveis, está a estrutura do autódromo, onde os robustos motorhomes deram lugar aos práticos módulos habitacionais.

A mudança faz parte das medidas implementadas pela F1 para diminuir o risco de transmissão do coronavírus nos locais das provas. Os motorhomes serão abolidos ao longo da temporada por exigirem uma grande quantidade de pessoas para serem montados. Além disso, as estruturas modulares ocupam menos espaço, aumentando a mobilidade no circuito.

Outra novidade é que os caminhões de cada time, que costumam estar próximos dos boxes, ficarão afastados do autódromo neste ano, de modo a evitar aglomerações e oferecer mais espaço para a circulação de funcionários e visitantes. Para auxiliar no distanciamento e disponibilizar mais espaços em caso de necessidade, as equipes também terão permissão para erguer tendas nos fundos dos pits, ao ar livre.