Região

Padrasto confessa estupro e assassinato de enteada em Londrina

O padrasto da menina encontrada morta em um matagal na zona leste de Londrina no domingo (21) confessou à Polícia Civil ter estuprado e assassinado a enteada de 9 anos. As informações são do Bonde.

O homem está preso na PEL 1 (Penitenciária Estadual de Londrina) e será indiciado por estupro de vulnerável e feminicídio. A menina foi sepultada na manhã desta segunda-feira (22) no cemitério Jardim da Saudade, na zona norte. 

O fato foi comunicado inicialmente no plantão policial. Segundo o delegado chefe da Polícia Civil, Osmir Neves, em um primeiro momento, o padrasto apareceu acompanhado da mãe da menina noticiando o desaparecimento da enteada, no sábado (20).

Os investigadores desconfiaram da versão do padrasto, contudo, ainda na noite de sábado ele insistia no desaparecimento.