Policial

“Hogwarts” foi deflagrada após oito meses de investigação

Seis adultos foram presos e um adolescente apreendido. Um dos investigados morreu
(Foto: Leandro Soares/Agora Comunicação)

Em entrevista coletiva na Delegacia de Polícia Civil de Mandaguari, o delegado Leandro Rocha Munin confirmou que a operação “Hogwarts”, deflagrada nesta madrugada, foi fruto de mais de oito meses de investigação. A ação derrubou uma quadrilha envolvida com tráfico de drogas, roubos e furtos.

“Até o momento tivemos seis presos e um adolescente apreendido”, confirmou o delegado. Sobre o indivíduo que morreu, Munin afirmou que o suspeito vendia drogas em frente à residência onde mora, e quando policiais foram cumprir o mandado, ele engoliu porções de cocaína e morreu de overdose. O socorro chegou a ser acionado, mas o indivíduo não resistiu.

VEÍCULOS – O delegado titular de Mandaguari, Zoroastro Nery do Prado Filho, informou durante a coletiva que a quadrilha também era envolvida com roubos e furtos de veículos. “Temos aqui veículos de alto valor que foram apreendidos, inclusive motos valiosas, todos como resultado dessa operação”, destaca.

NOME - Hogwarts é o nome de uma escola de bruxos na série de livros e filmes Harry Potter. O nome da operação é uma referência ao pseudônimo adotado por um traficante que está entre os alvos da ação.

EQUIPES – A operação envolveu Polícia Civil, Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc) de Maringá, e equipes de Choque. Ao todo, mais de 50 policiais participaram da mega operação.

Quer receber as principais notícias do dia na palma da sua mão? Clique aqui e entre agora em um de nossos grupos no WhatsApp!