Paraná

Corpos de quatro vítimas que morreram após barco virar no Rio Ivaí são velados no Paraná

Outras duas pessoas, que também estavam no barco, continuam desaparecidas.
(Foto: TN Online)

Nesta quinta-feira (22) está ocorrendo o velório de quatro vítimas do naufrágio de um barco no Rio Ivaí no último domingo (18).

Adalberto Fernandes Galice, de 42 anos, e sua filha Sophia Pacagnan, de 4 anos, estão sendo velados na capela do Prever do Jardim Alvorada em Maringá, cidade onde moravam. 

Adalberto Fernandes morava no Jardim Sumaré. Ele e dois filhos pequenos estavam no barco que virou com nove pessoas no Rio Ivaí, seu filho Nicolas Pacagnan Fernandes, de 8 anos, ainda não foi encontrado.

Além da esposa, Adalberto deixa um filho do primeiro casamento.

As outras duas vítimas, Alberony Menegassi de Souza, de 41 anos, e sua filha Heloísa Menegassi, de 3 anos, estão sendo velados em Ivaiporã, eles são do distrito de Jacutinga. 

O Corpo de Bombeiros ainda procura pelo corpo de Patrícia Miranda da Silva, de 33 anos, mãe de Heloísa e esposa de Alberony. 

O casal deixa um filho de 9 anos que não estava no barco quando ocorreu o acidente. 

Nesta quinta-feira (22) a área de busca foi intensificada na região onde foram encontrados os quatro corpos na quarta-feira (21).

Os bombeiros também estão usando um drone nas buscas.

De acordo com os Bombeiros, nenhum ocupante usava colete salva vidas no momento do acidente. Além disso, o barco tinha capacidade para somente quatro pessoas e o piloto não era habilitado.

A Polícia Civil de São João do Ivaí abriu um inquérito para apurar as causas do acidente e as condições da embarcação.

Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros