Região

Comissão da Alep investiga se 2 mortos foram vacinados contra a Covid-19 em Maringá

Duas pessoas mortas teriam recebido vacina contra a Covid-19 em Maringá. Os dados são de uma investigação conduzida pela Comissão Especial de Investigação da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), que apura fraudes na fila de imunização contra o coronavírus no Estado.

Segundo a comissão, 39 cidades do Paraná são alvos de denúncias de pessoas que já estão mortas, mas que receberam a vacina. Na lista divulgada pela comissão, Maringá aparece com denúncia de dois desses casos. A lista apura 99 casos, com alguns já descartados.

Ainda conforme o presidente da comissão, deputado Delegado Francischini, a comissão aguarda os esclarecimentos dos municípios. São quase mil denúncias de fura-filas enviadas pela Controladoria Geral do Estado. O deputado explica que algumas cidades que já foram alvo de diligências da comissão já apresentaram justificativa do erro.

“Algumas cidades já foram alvo de diligências, como Rio Branco do Sul, Apucarana, no caso da falsa enfermeira, Umuarama, Lapa, Paranaguá. Em Paranaguá, tudo foi esclarecido, o que ocorreu foi um erro de digitação de dados, demonstrado pela própria prefeitura. Com base nessas informações levantadas pela CGU, nossa Comissão enviou um requerimento de todos os deputados da Comissão aos municípios, que agora prestam esclarecimentos. Conforme as respostas vão chegando, nós vamos atualizando”, explicou.

Segundo o deputado, os envolvidos nas fraudes, caso confirmadas, responderão criminalmente.

Em nota, a assessoria de imprensa da Prefeitura de Maringá disse que “não recebeu informações  sobre a investigação da Alep de suspeita de fraude na vacinação da Covid-19”. Ainda segundo a nota, “a notícia causa surpresa ao Executivo, que segue criterioso protocolo na vacinação do município. Visando apurar o teor da investigação, a Procuradoria Geral da Prefeitura oficiará a Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP), solicitando mais informações, sobretudo, em relação aos números dos CPF e data das vacinações dos casos suspeitos”.

Veja a lista de casos suspeitos por município:

_ Arapongas: 8 casos ;

_ Paranaguá: 6 casos ; 

_ Cambé e Cambará: 3 casos cada ;

_ Marechal Cândido Rondon, Santa Izabel do Oeste, Umuarama, Realeza, Foz do Iguaçu, Tamarana, Jandaia do Sul, Ibiporã e Maringá: 2 casos cada ;

_ Jardim Olinda, Itapejara D’Oeste, União da Vitória, Piraí do Sul, Kaloré, Cruz Machado, São Pedro do Ivaí, São Jorge do Ivaí, Guarapuava, Santa Tereza do Oeste, Moreira Sales, Tomazina, Loanda, Ipiranga, Entre Rios, Campina Grande do Sul, Ubiratã, Toledo, Francisco Beltrão, Teixeira Soares, Araucária, Rosário do Ivaí, Bandeirantes, Quatro Barras, Lapa, Palmas: 1 caso cada.