Variedades

Caco Ciocler vive relação abusiva em novo filme “Boni Bonita”

A relação abusiva entre o roqueiro Rogério (Caco Ciocler) e a jovem Beatriz (interpretada por Ailín Salas) dá o tom ao longa-metragem “Boni Bonita”, que estreia dia 26 de novembro. O filme conta com a participação de Ney Matogrosso e Otto.

A direção é de Daniel Barosa e a coprodução Brasil/Argentina tem produção brasileira de Nikolas Maciel da Nimboo’s, coprodução da Urano Films do Brasil e da Werner Cine da Argentina. A trilha sonora do trailer resgata o clássico “Cabeça Dinossauro” que dá o nome ao disco lançado em 1986 pelos Titãs.

O longa-metragem conta a história de Beatriz, uma garota de 17 anos de idade que, após a morte da mãe, é obrigada a se mudar da Argentina para o Brasil e morar com um pai ausente. Em busca de uma figura paterna, ela conhece Rogério, um músico rico de aproximadamente 38 anos, neto de um famoso cantor brasileiro da MPB, e que luta para honrar o legado musical de sua família. Os dois iniciam uma relação incomum.

“Boni Bonita” foi exibido e premiado em festivais internacionais como Mar Del Plata, Slamdance, Festin e Soundscreen.