Conteúdo inválido
Policial

Bandido que morreu em confronto com a PM estava envolvido em roubos e sequestros na região

Indivíduo começou a agir na semana passada, quando assaltou um morador de Mandaguari e sequestrou família em Cruzeiro do Oeste
Paulo Cesar Oliveira dos Santos, 31, morreu em confronto com a PM na tarde de segunda-feira (2)

O homem que foi morto em confronto com a Polícia Militar em Mandaguari na tarde de segunda-feira (2) teve sua identificação confirmada. Trata-se de Paulo Cesar Oliveira dos Santos, 31 anos que tem extensa ficha criminal e histórico de envolvimento com roubos e tráfico de drogas.

Segundo a polícia, Santos estava foragido e, junto de comparsas, vinha “tocando o terror” na região desde semana passada. Ele começou a agir na terça-feira (26/11), quando assaltou um mandaguariense e levou o veículo da vítima. O dono do automóvel foi mantido amarrado por Santos e um comparsa até a PR-323, na região de Umuarama, quando os bandidos bateram o veículo e fugiram.

Depois do roubo frustrado, Santos teria se envolvido no sequestro de uma família em Cruzeiro do Oeste, que foi mantida refém por mais de 24 horas. O criminoso também se envolveu no sequestro e tentativa de assalto a uma agência bancária em Cambira, no último domingo (1º).

Na segunda-feira, após resgatar a família de Cambira, que foi deixada em Maringá, a PM chegou até Santos e seus comparsas, que estavam escondidos em uma casa na Rua Arthur Bellini, no Jardim Cristina em Mandaguari.

Por volta de 15h, soldados foram até o imóvel e encontraram indivíduos portando armas de fogo. Três pessoas, entre elas uma mulher, foram presas, enquanto Santos e outros integrantes do bando fugiram, resultando na troca de tiros no Jardim Morumbi.

Na troca de tiros, Paulo Cesar foi morto, um segundo indivíduo foi baleado e encaminhado ao Hospital Universitário (HU), e o terceiro teria conseguido fugir.