Paraná

Aulas só vão retornar quando Paraná registrar três semanas de queda nos números da Covid-19

Fórum Metropolitano de Combate à Covid-19 desta segunda (Foto: Divulgação)

Na 24ª reunião do Fórum Metropolitano de Combate à Covid-19, realizada por webconferência na tarde de segunda-feira (21), o coordenador da secretaria de Estado de Saúde (Sesa), Geraldo Biesek, disse que as aulas presenciais  nas redes pública e privada de ensino só vão ser retomadas se os números de contaminados e mortos por Covid-19 registrarem queda por três semanas. “As aulas só irão iniciar se tivermos três semanas de queda (nos números) importante”, comentou ele após mostrar gráficos que indicam um platô no estado.

A Sesa divulgou nesta segunda-feira (21) mais 601 casos confirmados e 36 mortes em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus. Os dados acumulados do monitoramento da Covid-19 mostram que o Paraná soma 163.762 casos e 4.103 mortos em decorrência da doença. O número de novos casos é um dos menores dos últimos meses no Estado. Desde o final de junho um boletim da Sesa não trazia um número tão baixo, mas o platô ainda continua alto. 

O protocolo de retorno às aulas no Paraná, feito pela Secretaria de Estado de Educação e Esportes (SEED), já foi aprovado pela Sesa, porém os professores e funcionários do rede estadual de ensino já aprovaram indicativo de greve caso as aulas retornem.  A categoria defende que as aulas só retornem quando a vacina contra o coronavírus for aprovada.