Mandaguari

Atendimentos no PAM aumentam quase 20% em dois anos

Em relação ao último levantamento divulgado pela Secretaria de Saúde de Mandaguari, relativo ao ano de 2017, em dois anos houve um aumento de quase 20% nos atendimento efetuados pelo PAM - Pronto Atendimento Municipal. Em 2017 foram pouco mais de 50 mil atendimentos e, no último levantamento relativo a 2019 -, a direção da unidade informou que foram cerca de 60 mil, uma média de 5 mil mensais.

Segundo a direção do PAM, foram efetuadas no ano passado 1.251 consultas em atenção especializada na área de ortopedia, além de cerca de 4 mil eletrocardiogramas, perfazendo uma média de 330 exames por mês. As consultas de enfermagem (nível superior) também somaram cerca de 60 mil em 2019.

O número de usuários do SUS (Sistema Único de Saúde) em Mandaguari teve um aumento de 27% no período de cinco anos. Em 2013, os pacientes que passavam por algum tipo de atendimento somavam 20.740 (61% da população), que passaram para 29.920 (88%), representando aumento de 9.180 pessoas, uma vez que a população estimada de Mandaguari, de acordo com dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), divulgados em 2017, é de aproximadamente 35 mil habitantes.

A Saúde de Mandaguari vem promovendo gradativamente a interligação do PAM com Unidades Básicas de Saúde, criando assim um prontuário único, que possibilita o acesso ao histórico dos pacientes em qualquer unidade de saúde do município em tempo real. Dessa forma, a equipe multiprofissional tem acesso a todos os procedimentos de saúde realizados anteriormente, aperfeiçoando as condições de avaliar o paciente. Também é possível fazer o controle eficaz da distribuição de medicamentos e o gerenciamento de exames laboratoriais. Os funcionários registram as informações no sistema em tempo real via web, garantindo segurança tanto para usuários quanto para as unidades de saúde.

Ainda de acordo com a direção do PAM, a unidade conta hoje com 27 médicos, sendo 7 concursados, 4 plantonistas credenciados, 15 plantonistas terceirizados e 1 ortopedista; 9 enfermeiros (as); 1 farmacêutica; 16 técnicos de enfermagem; 4 técnicos de radiologia; 5 recepcionistas; 4 colaboradores da área de serviços gerais; 9 motoristas; 4 porteiros; e uma coordenadora de urgência e emergência.