Esporte

Ariel Holan vê melhores 45 minutos do Santos e lamenta "jogada estranha" em gol sofrido

Técnico comemora vitória por 3 a 1 sobre o San Lorenzo, nesta terça-feira

O técnico Ariel Holan gostou muito do Santos na vitória por 3 a 1 sobre o San Lorenzo, nesta terça-feira, na Argentina. Depois de três semanas de treinamento, o treinador viu, em campo, mais do seu estilo de jogo na partida de ida da terceira fase da Libertadores.

Satisfeito com o desempenho do Santos, que dá a vantagem de perder por até 2 a 0 no jogo de volta para ir à fase de grupos da Libertadores, Holan acredita que seu time tenha tido uma das melhores atuações sob o seu comando.

– Sim (foram os melhores 45 minutos), mas começamos agora. Acredito que pela dificuldade do San Lorenzo, foi um dos melhores momentos que jogamos durante meu comando – disse Ariel Holan, em entrevista coletiva.

– Eu creio que a equipe jogou uma boa partida, mas o San Lorenzo é um grande time, um time que tem jogadores excelentes, um time complicado como mandante. Eu valorizo muito essa vitória, mas ainda temos um jogo. Esperamos que a gente repita em Brasília o bom jogo que fizemos hoje.

Tudo caminhava bem, o Santos vencia por 2 a 0, até que o San Lorenzo diminuiu a vantagem e passou a pressionar. O gol dos argentinos saiu após uma falha coletiva da defesa do Peixe, que não tinha o lateral-esquerdo Felipe Jonatan em campo.

– Foi uma jogada estranha, porque o Felipe Jonatan estava sentindo dores na perna, pensamos que ele havia falado para substituir, mas nesse momento o árbitro jogou rápido e estávamos mal posicionados. Foi uma pena, estávamos jogando muito bem, e nesses últimos minutos o San Lorenzo, com muito amor próprio, jogou para frente e nos deu o contra-ataque. Por sorte conseguimos fazer a diferença aqui – completou.

O Santos volta ao Brasil e se prepara para o jogo de volta contra os argentinos, na próxima terça-feira, às 21h30, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília.