Esporte

Após 2 meses parado, Campeonato Paranaense está sem data para retorno

(Foto: CBF)

Do Bem Paraná - O Campeonato Paranaense completou dois meses de paralisação no último fim de semana, sem uma data para que a bola volte a rolar. Nas últimas semanas, a movimentação foi intensa com decisões financeiras e apresentações de propostas para um breve retorno do campeonato estadual.

As últimas semanas também ficaram marcadas pelo retorno dos treinos da maior parte dos clubes classificados para a quartas de final, apesar da maioria dos treinos serem feitos individualmente. Dentre os clubes classificados para as quartas de final, apenas o Rio Branco-PR não retornou as atividades desta forma.

Hélio Cury, presidente da Federação Paranaense de Futebol, tem conversado com o secretário estadual de saúde Beto Preto sobre um retorno gradativo das atividades. Ele mostrou um protocolo para a retomada dos treinos presenciais. A cartilha serve de base para diversos times do Paraná e aborda diversas medidas de segurança que deverão ser adotadas.

As maiores casas de apostas do mundo também estão interessadas no retorno do campeonato estadual, tendo em vista o grande interesse dos paranaenses em futebol e apostas online. Tendo em vista a paralisação do campeonato estadual e de várias competições ao redor do mundo, as opções de apostas para os apaixonados por futebol diminuíram consideravelmente.

A Federação Paranaense de Futebol e os clubes aguardam um parecer favorável da Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) para o retorno dos treinos, como aconteceu no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina. Quando questionados sobre o assunto, os dirigentes dos times do interior não acreditam que o campeonato retornará antes de julho.

– Está muito controverso o assunto. Um dia você vê uma notícia que dá a entender que pode voltar mais rápido, outro dia não. A Federação está de férias coletivas até dia 5 de junho. Vão ter 20 dias de preparação, no mínimo. No melhor cenário, o Paranaense voltaria em julho – opinou Carlos Albuquerque, diretor de futebol do Operário-PR.

Vale lembrar que no dia 25 de abril, a Federação Paranaense de Futebol havia enviado à Secretaria Estadual de Saúde uma proposta para o retorno gradativo dos treinos a partir do dia 2 de maio. Na ocasião, o secretário Beto Preto disse que não era hora de flexibilizar as atividades esportivas. O regulamento inicial previa jogos de ida e volta no mata-mata, mas ele pode ser modificado para se adequar ao calendário.

Por causa do impacto financeiro causado pela paralisação, Coritiba, Athletico, Londrina e Operário-PR fizeram reduções salariais para atletas, comissão técnica e funcionários.

Quer receber as principais notícias do dia na palma da sua mão? Clique aqui e entre agora em um de nossos grupos no WhatsApp!