TESTE HORIZONTALSessma - Geral

“Uma cidade unida”

Confira editorial publicado na 200ª edição do Jornal Agora
por Júlio César Raspinha, para o Jornal Agora em 20/03/2017

Mandaguari comemora 80 anos no próximo dia 6 de maio. Fundada em 1937, a cidade viu nos últimos dias algo inédito em sua história recente. O Movimento Tarifa Zero, que contesta os abusivos preços de pedágio cobrados pela concessionária Viapar é uma iniciativa popular frente à arrogância e autoritarismo dessa empresa.

Tudo começou na terça-feira, 7 de marco, quando foi colocado um “guard rail” que tentava proibir o acesso à Estrada Terra Roxa. Antes, havia sido negado a um agricultor da região o livre acesso à sua propriedade, o que provocou no mesmo a iniciativa de permitir com que populares desviassem da praça por dentro de sua propriedade, graças a buracos cavados pela concessionária em uma estrada rural que pertence ao município.

A sequência dos fatos foi avassaladora. No dia seguinte, alunos residentes na região não conseguiram estudar graças ao bloqueio feito pela Viapar. Pelas redes sociais, grupos foram se formando em uma velocidade impressionante e protestos começaram a surgir contra o cerceamento do direito de ir e vir.

Em duas oportunidades as cancelas foram abertas pela comunidade local, sempre com um crescente número de manifestantes, agindo sempre de forma ordeira e equilibrada. Em um ato que incendiou a cidade, a Câmara Municipal aderiu 100% ao movimento e exigiu a melhoria no trecho alternativo.

Cansados de 20 anos de exploração, moradores se uniram e contrataram máquinas para corrigir falhas e buracos na Terra Roxa, feitos pela própria Viapar. Empresários locais aderiram às dezenas e compraram cascalho, permitindo que nos próximos dias se melhore ainda mais a rota alternativa.

Um duro golpe foi sofrido pela Viapar esta semana, quando tentou na justiça proibir uma das manifestações, algo que lhe foi negado. Por sinal, a concessionária foi condenada a criar rotas alternativas para quem não deseja estradas com pedágio, e resiste à decisão graças a uma liminar enquanto aguarda julgamento de seu recurso no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Confrontado com o tema, o prefeito Romualdo Batista mostrou-se simpático ao movimento, reuniu-se com representantes da comunidade e disse que esgotará todas as possibilidades de negociação. “Se não cederem, já tenho minha posição clara: ficarei com a população da minha cidade”, afirmou.

O momento é histórico e de união. A comunidade mandaguariense dá demonstrações claras de que não deseja mais ser explorada nem receber esmolas. Desde o mais rico empresário até o mais humilde trabalhador, todos estão irmanados na mesma causa: Tarifa Zero. A Viapar não é bem vinda, e sua presença autoritária é um estorvo a princípios básicos dos cidadãos. Suas tarifas pornográficas e seus lucros exorbitantes mostram que há margem para que devolva a Mandaguari tudo que nos tomou nos últimos 20 anos. Basta!

*Editorial publicado na 200ª edição do Jornal Agora

TESTE VERTICAL
www.portalagora.com Fone: (44) 3133-4000 Rua Renê Táccola, 190 - Centro - Mandaguari - PR